Segunda-Feira, 20 de Maio de 2024
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
A Embrapa | Página Inicial | Ouvidoria | Mapa do Site | English | Portugus | A- A+

A Embrapa Pecuária Sul realiza nesta quarta-feira (11/12) um Dia de Campo Primavera/Verão 2013, apresentando algumas das linhas de pesquisas desenvolvidas pela unidade. Durante o evento, em quatro estações serão mostradas tecnologias que estão contribuindo para o crescimento da atividade pecuária nos campos Sul-brasileiros. De acordo com o Chefe Geral da Embrapa Pecuária Sul, Alexandre Varella, o evento é uma forma de aproximar mais o centro de pesquisas com seus públicos-alvo, como produtores rurais e técnicos da extensão, assim como mostrar à sociedade as contribuições da empresa para o desenvolvimento da atividade pecuária na região Sul. O evento tem o patrocínio da empresa Grazmec, da Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB) e da Associação Brasileira de Angus (ABA), além de contar com o apoio da Embrapa Clima Temperado.

A Estação A vai abordar tecnologias para intensificação da produção a pasto, enfocando o manejo de forrageiras anuais de verão, o desenvolvimento de novas cultivares de forrageiras e o manejo de água em sistemas irrigados. Em relação ao manejo de forrageiras de verão, serão apresentados dados de desempenho animal e vegetal de espécies como as cultivar de capim-sudão BRS Estribo. Na estação será enfocado também o desenvolvimento de novas cultivares forrageiras, fruto do convênio entre a Embrapa, a Sulpasto e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). O convênio prevê o desenvolvimento e lançamento de pelo menos 13 cultivares, entre leguminosas e gramíneas (nativas ou exóticas) e cereais de inverno. Três cultivares já foram lançadas e estão no mercado: BRS Estribo de capim-sudão, BRS 1503 de milheto e BRS Centauro de aveia. Além destas, outras seis foram registradas no Ministério da Agricultura. Já em relação ao manejo de água, serão apresentados resultados de experimentos com diferentes espécies no último ano,com o objetivos de orientar o produtor das melhores formas de utilizar este insumo.

A Estação B vai destacar pesquisas relacionadas à produção animal em campo nativo. Um dos objetivos é mostrar como a produção pecuária sustentável (durável) sobre campo nativo depende da relação harmônica entre manejador, campo, solo e rebanho. Ao reconhecer a riqueza de espécies forrageiras presentes no campo, seus respectivos potenciais, bem como os serviços ecossistêmicos envolvidos, os pecuaristas podem se beneficiar em termos de produtividade e em ganhos econômicos. Estes conhecimentos auxiliam o produtor rural a tomar decisões quanto ao manejo do pastejo, e é uma das ferramentas fundamentais para que haja oferta de forragem o ano todo, fato que sustenta a produção pecuária de forma durável.

Os visitantes poderão conferir ainda na Estação B, os primeiros resultados da Rede de Pesquisa Pecus, projeto que analisa o balanço de gases de efeito estufa na pecuária praticada nos seis biomas brasileiros, entre eles o Pampa. Na estação será ressaltada a metodologia desta importante pesquisa, e como são coletados os gases emitidos pelos animais e plantas, assim como o carbono que é sequestrado pelo solo. A Embrapa Pecuária Sul vem desenvolvendo também uma série de pesquisas e metodologias para avaliar com maior precisão as contribuições possíveis das pastagens e do sistema radicular para o ambiente. O manejo correto de pastagens, além de melhorar o potencial produtivo, também pode beneficiar o solo e, consequentemente, todo o sistema de produção pecuária.

Genética e Sanidade para Produção de Bovinos de Corte será o tema da Estação C. Na busca de alternativas para o combate e controle do carrapato, o centro de pesquisa está utilizando uma nova ferramenta: a seleção genômica. Uma pesquisa realizada pela Embrapa e parceiros com mais de três mil animais das raças Hereford e Braford possibilitou selecionar, por meio da seleção genômica, animais mais resistentes ao ectoparasito. Os registros coletados foram estruturados em um documento inédito no mundo, o Sumário Genômico de Touros Hereford e Braford com resistência ao carrapato, cuja segunda edição, revisada e ampliada, será lançada no evento.

Na mesma estação, o visitante poderá conferir os animais que participam das Provas de Avaliação a Campo (PAC). Realizadas pela Embrapa Pecuária Sul, em parceria com associações de raças, as PAC´s avaliam touros das raças Hereford, Braford, Angus e Devon. O objetivo da prova é identificar os reprodutores de cada raça com características superiores para a produção de carne em sistema de pastejo. Ainda na Estação C, serão apresentados detalhes da pesquisa que está contribuindo com o melhoramento genético da raça Brangus.

A Estação D vai focar a Integração Lavoura-Pecuária (ILP), uma alternativa econômica que vem crescendo em todo país, melhorando a renda de produtores e os sistemas de produção. Na estação sobre ILP serão abordados os resultados de pesquisas que estão em andamento, como o desempenho de soja e pecuária em um sistema integrado, a utilização de cultivares de soja mais adaptadas à região da Campanha gaúcha, a utilização de ferramentas de agricultura de precisão, o manejo de solo em ILP, melhor época para retirada dos animais antes de semeadura agrícola e desempenho animal, entre outros.
 
Jorn. Fernando Goss MTb 1065/SC
Jorn. Manuela Bergamim MTb 1951/ES
Núcleo de Comunicação Organizacional
Embrapa Pecuária Sul - Bagé/RS
(53) 3240-4670

Voltar